AVISO

O administrador deste blogue
não é responsável pelas opiniões
veiculadas por terceiros
nem a sua publicação quer dizer
que delas partilhe, apenas as
publica como reflexo da
sociedade em que se inserem
dando-lhes visibilidade
mas nunca fazendo delas opinião própria.
Ao desenvolturasedesacatos reserva-se ainda o direito
de eliminar qualquer comentário anónimo ou não identificado, que contenha ataques
deliberadamente pessoais, que em nada contribuampara o debate de ideias ou para a denúncia
de situações menos claras do ponto de vista ético.


sexta-feira, 28 de abril de 2017

28 de Abril de 1855: Nasce o pintor José Malhoa


Pintor português, nascido a 28 de Abril de 1855, nas Caldas da Rainha, José Malhoa frequentou a Academia de Belas Artes, sendo discípulo de Lupi e Anunciação. Assumiu integralmente a pintura em 1881, após o sucesso do quadro Seara Invadida.

Imprimiu uma certa crueza à tradição romântica de que fora herdeiro, pintando o quotidiano do homem do campo,impregnado de sentimentalismo cristão e de um pitoresco paganismo, ou ainda o meio popular dos fadistas. Os Bêbados (1907) e O Fado (1910) figuram entre as suas obras mais conhecidas. Por último, representou o outono(1918) com uma sensibilidade já impressionista.

Realizou inúmeras exposições, tanto em Portugal como no estrangeiro, designadamente em Madrid, Paris e Rio de Janeiro. Foi pioneiro do Naturalismo em Portugal, tendo integrado o Grupo do Leão.

O prestígio atingido ainda em vida valeu a José Malhoa numerosas consagrações e homenagens, assim como muitos discípulos e seguidores. Veio a falecer em Figueiró dos Vinhos em 26 de Outubro de 1933.

Na cidade de Caldas da Rainha situa-se o Museu José Malhoa. A 17 de Junho de 1933, um despacho ministerial confirma um parecer favorável do Conselho Superior de Belas Artes, autorizando a criação do “Museu José Malhoa”. O Museu seria, então, inaugurado a 28 de Abril de 1934, dia do aniversário de José Malhoa, que havia falecido a 26 de Outubro do ano anterior; o Museu foi, provisoriamente, instalado na “Casa dos Barcos”, no Parque D. Carlos I, um edifício cedido pelo Hospital Termal, abrindo anualmente ao público entre 28 de Abril e 26 de Outubro.


O projecto definitivo, dos arquitectos Paulino Montês  e Eugénio Correia, é concluído em 1937. A 11 de Agosto de 1940, dá-se a inauguração do edifício, no âmbito dos festejos provinciais dos Centenários da Fundação e da Restauração de Portugal.

José Malhoa. In Infopédia [Em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2013
.wikipedia (Imagens) 

Ficheiro:Jose malhoa.jpg
José MalhoaFicheiro:Jose malhoa fado.jpg
O Fado - José Malhoa
Ficheiro:Jose malhoa bebados.jpg
Os Bebados ou Festejando o S. Martinho - José Malhoa
Ficheiro:Pq d carlos i museu de jose malhoa.JPG
Museu José Malhoa - Caldas da Rainha


VÍDEO

28 de Abril de 1945: Mussolini é executado quando tentava a fuga de Itália para a Suiça


Benito Mussolini  nasceu a 29 de Julho de 1883 e passou  os seus primeiros anos de vida numa pequena vila na província.


Em 1902 emigrou para a Suíça para fugir ao serviço militar, mas, incapaz de encontrar um emprego permanente, foi até mesmo preso por ser considerado vagabundo e acabou por ser expulso. Foi deportado para a Itália, onde foi forçado a cumprir o serviço militar. Depois de novos problemas com a polícia, ele conseguiu um emprego num jornal na cidade de Trento (à época sob domínio austro-húngaro) em 1908. Foi nesta altura que escreveu um romance, chamado:"A amante do cardeal".

Mussolini tinha um irmão, Arnaldo, que se tornou um conhecido teórico do fascismo.

Uniu-se informalmente com Rachele Guidi e em 1910 nasceu a primeira filha, Edda. Contraiu matrimónio civil somente cinco anos mais tarde. Em 1916 nasce Vittorio, em 1918 Bruno, em 1927 Romano e em 1929, Anna Maria.

No início da sua carreira de jornalista e político foi um tenaz propagandista do socialismo italiano, em defesa do qual escreveu vários artigos no jornal esquerdista Avanti, de que era redactor-chefe. Em 1914, tornou-se  responsável pelo jornal Popolo d'Itália, onde defendeu a intervenção italiana em favor dos aliados e contra a Alemanha. Expulso do Partido Socialista Italiano, alistou-se no exército - quando a Itália entrou na Primeira Guerra Mundial, aliando-se à Grã-Bretanha e à França - e alcançou a patente de sargento, vindo a ser ferido em combate por uma granada.

Em 1919, fundou os Fasci Italiani di Combatimento, organização que originaria, mais tarde, o Partido Fascista. Baseando-se numa filosofia política teoricamente socialista, conseguiu a adesão dos militares descontentes e de grande parte da população, alargou os quadros e a dimensão do partido.

Após um período de grandes perturbações políticas e sociais, período em que alcançou grande popularidade, chegou a chefe do partido (Duce).

Em 1922 organizou, juntamente com Bianchi, De Vecchi, De Bono e Italo Balbo, a famosa marcha sobre Roma, um golpe de propaganda. O próprio Mussolini nem sequer esteve presente, tendo chegado de comboio.

Usando as suas milícias designadas camicie neri (camisas negras) para instigar o terror e combater abertamente os socialistas, conseguiu que os poderes investidos o nomeassem para formar governo. Foi nomeado Primeiro Ministro pelo rei Vítor Manuel III, alcançando a maioria parlamentar e, consequentemente, poderes absolutos no governo do país.

Logo após a sua subida ao poder, iniciou uma campanha de fanatização que culminaria com o aumento do seu poder, devido à interdição dos restantes partidos políticos e sindicatos. Nessa campanha foi apoiado pela burguesia e pela Igreja. Em 1929, necessitando de apoio desta e dos católicos, pôs fim à Questão Romana (conflito entre os Papas e o Estado italiano) assinando a Concordata de São João Latrão com Pio XI. Por esse tratado, firmou-se um acordo pelo qual se criava o Estado do Vaticano, o Sumo Pontífice recebia indemnização monetária pelas perdas territoriais, o ensino religioso era obrigatório nas escolas italianas, o catolicismo tornava-se a religião oficial da Itália e proibia-se a admissão em cargos públicos dos sacerdotes que abandonassem a batina. Na política externa, após uma campanha de conquista contra a Abissínia, pela qual tenta reconstituir um império africano, alinha com  a Alemanha hitleriana e o Japão imperial, apesar de saber que a Itália não se encontra em condições de suportar novo conflito; vê-se arrastado, como parceiro menor, para a II Guerra Mundial que estala em 1939 e que irá pôr a ferro e fogo a Europa, a África e a Ásia, terminando com a derrota. Quando esta se aproxima, em plena contra ofensiva aliada, os militares lançam um golpe de estado que depõe Mussolini, que é encarcerado e algum tempo depois libertado por paraquedistas alemães. Enquanto os militares colocam a Itália ao lados dos aliados e os alemães ocupam larga extensão da península italiana, Mussolini tenta manter no norte da Itália uma República Social (a República de Saló, do nome do local onde se instalou), que se aguenta tempo artificialmente, de acordo com as exigências da política de guerra da Alemanha. Mussolini não tem aí qualquer poder efectivo, acabando por se ver forçado a tentar a fuga, em condições desesperadas, perante o avanço dos aliados e dos movimentos de resistência. Em Abril de 1945, após as tropas alemãs capitularem na Itália, os guerrilheiros antifascistas ("partigiani") conquistaram Milão e apertaram o cerco a Mussolini. Na época, o ex-ditador já estava afastado do poder (desde 1943) e contava com a protecção das tropas nazis para dominar partes da Itália que não haviam sido ocupadas pelos aliados. Segundo relatos, Mussolini tentou fugir para a Suíça, ou a Áustria, quando foi preso pelos homens da resistência italiana, ele e sua companheira, Clara Petacci, foram executados e os seus corpos  transportados para Milão e colocados na Piazza Loreto onde ficaram pendurados pelos pés numa viga, sendo retirados horas depois e deixados na via pública.  

No dia seguinte à execução do ditador, o primeiro-ministro italiano Ivanoe Bonomi confirmou o fuzilamento. Em Portugal,  António de Oliveira Salazar, determinou a celebração de missas   em Lisboa pela alma de Mussolini e Hitler, que morreria dois dias depois do Duce. O governo de Salazar decretou luto oficial  pela morte de Hitler.



Fontes: Infopédia
Biografias UOL Educação
Wikipedia (Imagens)

Ficheiro:Mussolini-ggbain.jpg
Retrato de Benito Mussolini, fotografado por George Grantham Bain
Arquivo: Fasci di combattimento.jpg
Manifesto fascista publicado no Il Popolo d'Italia, 06 de Junho de 1919

File:Newsweek May 13 1940 Mussolini.jpg
Benito Mussolini na capa da revista Newsweek , 13 de Maio de 1940

O corpo de Mussolini (segundo a partir da esquerda) junto a ClaraPetacci (no meio) e outros fascistas na Piazzale Loreto, Milão

mesmo....


UMA CABANA DE VIDRO NO MEIO DA FLORESTA

A artista dos vitrais e joalheira Neile Cooper diz que certo dia teve uma visão de um santuário: uma cabana pequena atrás de sua casa no lago Mohawk, que caracterizaria seus projetos de vitrais em cada superfície disponível. O resultado é a Cabana de Vidro, uma estrutura construída quase inteiramente a partir de e madeira e caixilhos de janelas reutilizados, que apresenta dezenas de painéis de seu trabalho de vidraças, com técnicas variadas, como fusing, grisalha, gemmail, entre outras, retratando flores, pássaros, borboletas, cogumelos e outras cenas da natureza.

01
Uma cabana de vidro no meio da floresta 01
Neile explora muitos desses mesmos motivos em seus projetos de jóias populares a venda na sua loja Etsy. A Cabana de Vidro parece ser a fuga perfeita para recarregar as baterias e até tem um cantinho dedicado ao trabalho e sofá, que você pode ver nas demais fotos postada no Instagram.
02
Uma cabana de vidro no meio da floresta 02
03
Uma cabana de vidro no meio da floresta 03
04
Uma cabana de vidro no meio da floresta 04
05
Uma cabana de vidro no meio da floresta 05
06
Uma cabana de vidro no meio da floresta 06
07
Uma cabana de vidro no meio da floresta 07
08
Uma cabana de vidro no meio da floresta 08
09
Uma cabana de vidro no meio da floresta 09

www.mdig.com.br

A CRISÁLIDA DO BESOURO


Bem-vindos uma vez mais ao Japão, berço de Godzilla e lugar onde o entusiasta dos insetos Hirofumi Kawano cria lindos animaizinhos de companhia. Kawano publicou em seus perfis das redes sociais os vídeos de um deles, e é digno de qualquer filme de terror. O que você verá no primeiro vídeo é a crisálida de um besouro-hércules (Dynastes hercules). Como a maior parte dos insetos, os besouros atravessam uma fase de crescimento intermediária entre seu estado larvário e seu estado adulto.

VÍDEO


Nessa fase de crescimento envolvem seu corpo com um casulo protetor que vai mudando de forma até se converter em um esquema do animal definitivo. Neste caso, o animal definitivo tem esse glorioso aspecto:
Não importa qual é seu pior pesadelo, a crisálida deste besouro vai substitui-lo
Se a crisálida tem esse tamanho tão descomunal é simplesmente porque o besouro-hércules é descomunal. Os machos da espécie podem chegar a medir 18 centímetros incluindo seu poderoso corno. Aqui dois desses pequenos monstros em ação:

VÍDEO

Em forma de larva também são adoráveis. O estado larvário deste besouro dura um ou dois anos, até que a larva atinge um tamanho de 11 centímetros e pesa umas 120 gramas. Em sua defesa devemos dizer que o besouro-hércules é completamente inofensivo para o ser humano e que só se alimenta de frutas. Nesta página (em inglês) dão alguns conselhos sobre sua criação, que parece ser todo um hobby no Japão.

VÍDEO

www.mdig.com.br

Maiúsculas

ESCREVER COM MAIÚSCULAS NÃO É BERRAR COM NINGUÉM !

JÁ AQUI ESCREVI SOBRE ISSO E ATÉ ME PEDIRAM ALGUMAS PESSOAS QUE SEMPRE ASSIM ESCREVESSE DERIVADO A DIFICULDADES DE LEITURA (VISÃO).

AS MAIÚSCULAS NÃO ATENTAM CONTRA QUALQUER SENSIBILIDADE, NÃO DESRESPEITAM QUEM QUE QUE SEJA E EU QUANDO ASSIM ESCREVO (nem sempre) FAÇO-O MAIS DE ACORDO COM O MÉTODO DE "CAIXA ALTA" OU SEJA PARA DAR DESTAQUE.

O MANUAL DA PAULA BOBONE (?) QUE NUNCA LI, SOBRE ESSAS ESQUISITICES PEQUENO BURGUESAS A MIM NÃO ME DIZ NADA E AOS QUE AS MAIÚSCULAS INCOMODAM EU NÃO TENHO MÉSINHA PARA SUPRIMIR ESSE INCÓMODO, PORQUE COMO DISSE NÃO PRETENDO FERIR OU INCOMODAR QUALQUER LEITOR.

FALTA-ME DIZER QUE DE VEZ EM QUANDO ME APETECE E AGRADECIA QUE NÃO AMPULASSEM MUITO ESTE ASSUNTO OU ENTÃO QUALQUER DIA LANÇAM MAIS UM IMPOSTO SOBRE QUEM ESCREVE EM "CAIXA ALTA" TALVEZ PARA GÁUDIO DOS QUE GOSTAM DAQUELAS LETRINHAS QUE EXISTEM NOS PRODUTOS QUE COMPRAMOS E NOS AVISAM DA COMPOSIÇÃO DOS MESMOS OU DOS DIREITOS QUE TEMOS QUE SÃO QUASE SEMPRE ILEGÍVEIS.

AG

Escolas públicas vão encerrar a 12 de maio


Associação de diretores e escolas públicas refere as consequências para os alunos, principalmente para os que têm exames


As escolas públicas vão encerrar as 12 de maio devido à tolerância de ponto dada pelo governo no âmbito da visita do Papa Francisco a Fátima. A Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas salienta as consequências desta decisão, já que os alunos vão perder um dia de aulas no terceiro período do ano letivo, que já é por si só "muito curto".
O presidente da associação, Filinto Lima, afirmou ao DN que ainda não recebeu nenhuma orientação do ministério da Educação, mas lembra que a tolerância de ponto significa uma paragem: "Tudo o que é público estará encerrado".
O dirigente realçou que os mais prejudicados serão os alunos do 9º e do 12º ano, pois têm exames e "as aulas acabam muito cedo este ano". Para estes alunos, as aulas acabam a 6 de junho, assim como para os estudantes do 11º ano.
"É evidente, mesmo os professores não estando à espera, têm mecanismos e procedimentos para ultrapassar este constrangimento", continuou o presidente.
"O terceiro período é muito curto", afirmou Filinto Lima. O responsável explica que o último período - que começou a 19 de abril - tem apenas 33 dias úteis, o que é "menos de metade do que o 1º e o 2º período". É de referir também os feriados dos meses de abril e maio.
"Nós temos dito desde há uns tempos que os períodos letivos deviam ser semestrais", afirmou Filinto Lima. "Se assim fosse, esta novidade não causava qualquer constrangimento".
Ainda assim, o dirigente da associação compreende que se trate de uma situação pontual e sob circunstâncias únicas, devido à visita do Papa.


SUPER DOMINGOS

O SUPER ANTÓNIO DOMINGOS, O TAL SUJEITO ESPECIAL QUE FOI PROPOSTO PARA A CGD E DEPOIS SE ZANGOU COM O GOVERNO DE ANTÓNIO COSTA, DIZ QUE NÃO CONCORDOU EM SER NOMEADO PRESIDENTE NA CGD NA CATEGORIA DE GESTOR PÚBLICO.

TRANSPARÊNCIA NÃO É PARA ELE ! QUEM DEVE DECLARAR O QUE GANHA SÃO OS PEDREIROS, OS MECÂNICOS, OS ENFERMEIROS NÃO É ?

GENTE FINA E PODEROSA É OUTRA COISA !

OS ARIANOS DA FINANÇA DA ACUMULAÇÃO DE RIQUEZA NÃO QUEREM QUE O POVO SAIBA O QUE GANHAM PARA QUE NÃO HAJAM COMPARAÇÕES COM OS MISERÁVEIS QUE TRABALHAM UMA VIDA INTEIRA E NADA TÊM.

MAIS DIZ O SUPER HOMEM QUE NÃO LHE APETECIA E NÃO CONCORDA QUE OS SEUS HONORÁRIOS, O SEU PATRIMÓNIO FINANCEIRO E DA SUA FAMÍLIA FOSSE TORNADO PÚBLICO.

QUE MAIS HAVERÁ A DIZER SOBRE ESTE ASSUNTO ? PARA QUÊ MAIS AUDIÇÕES, COMISSÕES, PALHAÇADAS ONDE MAIS NADA SE VAI SABER ?

AG

Soldado alemão faz-se passar por refugiado sírio para preparar um ataque



Foi detido esta quinta-feira no Sul da Alemanha um soldado germânico que se fez passar por um refugiado sírio e que estaria a preparar um homicídio.
O tenente de 28 anos, identificado como Franco A., segundo noticia o jornal alemão Die Welt, terá sido motivado por um “historial xenófobo” de acordo com o que afirmaram os procuradores da cidade de Frankfurt. Um estudante, de 22 anos, foi também detido por suspeitas de ser cúmplice do militar.
Franco A. tinha já sido detido na Áustria, depois de ter tentado esconder uma arma numa casa de banho do aeroporto de Viena. Depois de libertado, o soldado registou-se como refugiado sírio na Alemanha, em Dezembro de 2015, apresentando um requerimento de asilo político na Baviera, informaram os procuradores germânicos.
Segundo relata a imprensa alemã, o facto de o suposto refugiado sírio não saber falar árabe levantou algumas suspeitas mas não as suficientes para se tomarem medidas e o processo seguiu o seu caminho, tendo o Estado alemão oferecido, inclusivamente, um subsídio mensal e habitação.

O tenente do exército alemão estava colocado numa base perto de Estrasburgo, mas foi agora detido em Hammelburg, na Baviera. “Estas descobertas, e as indicações de um historial xenófobo do soldado do exército, sugerem que o acusado estava a planear um crime grave, colocando em risco a segurança do Estado com uma arma que anteriormente foi depositada no aeroporto de Viena”, diz um comunicado dos procuradores alemães citado pela AFP.
Já no início deste mês de Abril, a Reuters noticiava que uma agência de informação das forças militares da Alemanha estava a investigar 275 soldados suspeitos de serem extremistas de direita, incluindo um militar que foi escutado a dizer “Heil Hitler”, a saudação nazi evocando Adolf Hitler. A informação foi confirmada por uma carta que o ministro da Defesa alemão enviou ao Parlamento e à qual a Reuters teve acesso.
No documento do ministro especificava-se ainda que cerca de centena e meia de casos em investigação foram denunciados em 2016 e outros 53 já em 2017. De entre os incidentes descritos, e que contribuíram para as denúncias, estão saudações nazis realizadas por militares e comentários racistas dirigidos a outros militares com origens imigrantes. A apologia e glorificação do nazismo são consideradas crime na Alemanha.


OPINIÕES



Tolerar o que não é tolerável

ATOLERÂNCIA DE CACA, ONDE MAIS UMA VEZ EM NOME DO ELEITORALISMO, DA SUBMISSÃO À SEITA RELIGIOSA MAIS PODEROSA DO MUNDO SE CONTINUA A NÃO CUMPRIR O QUE SE APREGOA.

QUANDO SE TRATA DE UMA GREVE DE TRABALHADORES QUE TÊM O SEU POSTO DE TRABALHO EM RISCO, QUE RECEBEM SALÁRIOS MEDIEVAIS, QUE TRABALHAM NA PRECARIDADE ANDA POR AÍ MUITA GENTE DE DENTE ARRILHADO A SEMEAR IMPROPÉRIOS E A FALAR MAL DOS QUE QUEREM PÃO E LUTAM PELOS DIREITOS, OS ROUBADOS, E AINDA OS NÃO REPOSTOS, E OUTROS QUE NÃO EXISTEM MAS DEVERIAM EXISTIR NESTE PAÍS SUBMISSO E ENGANADO PELOS NEO LIBERAIS/FASCISTAS QUE OCUPAM O TRONO HÁ MAIS DE 40 ANOS.

Despedem-se trabalhadores por ajustes salariais na ordem de cêntimos e o governo, os anteriores e este, o chamado da geringonça que toma medidas em nome da poupança e do não despesismo supérfluo, e que ainda na boca do primeiro ministro que diz respeitar a laicidade do estado e ele próprio que não é crente, segue sempre os passos da dependência e da favorença à Igreja católica nas políticas em nada distintas do salazar/cerejeira e da famigerada concordata onde a igreja muito recebe e pouco ou nada paga.

Porque nos atira areia para os olhos o primeiro ministro ?

Se o estado é laico porque não pratica a laicidade

Já li aqui no facebook vozes que dizem que os ateus andam preocupados com a tolerância de ponto, afirmações que não considero com nexo, afirmações gratuítas e simplesmente saídas da boca para fora de quem desconhece as leis, a nossa Constituição e consequentemente o que deveria ser levado à risca na pratica da governação.
Há quem estupidamente também veja nos críticos a esta tolerância de ponto UM ÓDIO À FUNÇÃO PÚBLICA afirmando eu que quem pensa assim é completamente cegueta e descabido nas análises que faz.

A FUNÇÃO PÚBLICA É O QUE RESTA NÃO É ? DEPOIS DE DESTRUÍDAS AS EMPRESAS, A INDÚSTRIA, A PESCA, A CONSTRUÇÃO CIVIL, AGORA ESTAMOS VIRADOS ÚNICA E EXCLUSIVAMENTE PARA A FUNÇÃO PÚBLICA QUE DÁ VOTOS.

QUEM PAGA OS MILHÕES PARA QUE O PAPA DO XARÉM POSSA ESTAR CÁ UMAS HORAS. SE FECHEM FRONTEIRAS, SE MOBILIZEM POLÍCIAS E LOGÍSTICA NADA BARATA NESTE EVENTO ?
QUEM LUCRA COM TUDO ISTO ? OS FIÉIS, OS CRENTES ?
OU A IGREJA ?

SE O ESTADO É LAICO TEM QUE AGIR EM CONFORMIDADE, O RESTO É ALDRABICE !

António Garrochinho